Plástico Brasil é uma iniciativa da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ), da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM) e das principais entidades do setor. Ela apresenta os últimos avanços tecnológicos e as principais tendências globais dos segmentos que envolvem a cadeia produtiva do plástico.

A feira é um dos mais importantes pontos de encontro do setor para realização de negócios e vai reunir em sua segunda edição, que acontece de 25 a 29 de março de 2019, as últimas tecnologias e lançamentos para os transformadores de plástico e para indústrias da borracha, construção civil, alimentos e bebidas, automóveis e autopeças, perfumaria, higiene e limpeza, entre outros.

A primeira edição da feira, realizada de 20 a 24 de março, no São Paulo Expo, o mais moderno pavilhão de exposições da América Latina, foi palco da mais alta tecnologia, apresentada em primeira mão para o mercado por 400 grandes marcas de toda a cadeia produtiva do plástico: máquinas, equipamentos e acessórios, matérias primas e resinas, moldes e porta moldes, automação industrial e robótica, entre outros produtos, serviços e soluções.

Realizada de 20 a 24 de março de 2017, a primeira edição da Plástico Brasil foi considerada um sucesso pelos organizadores e expositores. Primeiro evento do setor no ano, a Plástico Brasil foi palco da mais alta tecnologia, apresentada em primeira mão para o mercado por 400 grandes marcas de toda a cadeia produtiva do plástico: máquinas, equipamentos e acessórios, matérias primas e resinas, moldes e porta moldes, automação industrial e robótica, entre outros produtos, serviços e soluções.

O volume de negócios realizados marcou o início da retomada de crescimento da atividade industrial, depois de dois anos de estagnação. Apenas nas Rodadas Internacionais, foram gerados 30 milhões de dólares em negócios por meio de 180 reuniões realizadas entre fabricantes brasileiros e 10 compradores de oito países (Argentina, Colômbia, Costa Rica, Egito, Estados Unidos, Índia, México e Rússia).

Acesse os ícones abaixo e saiba mais informações sobre a edição anterior:

"Vim para cá justamente para abrir novos contatos, trabalhar nas prospecções e buscar as mais diversas linhas de produção da indústria transformadora do plástico. Nesta feira, encontrei todas as opções que desejava conhecer."

Alexandra Klemina, diretora geral da World Machines LCC e representante da Rússia na 1ª Rodada Internacional de Negócios da Plástico Brasil 2017.


“Viemos para a feira com uma expectativa alta, e ela foi superada”.

William dos Reis, vice-presidente das Indústrias Romi.


“Quando o transformador percebe que a redução do tempo do setup proporciona não apenas ganho de produtividade, mas também maior rentabilidade, ele está mais preparado para atender o mercado, produzir o que o cliente quer, na quantidade que ele precisa. Isso melhora a negociação e é uma vantagem sobre os concorrentes”.

Marcelo Silva, gerente Geral da Stäubli


“Tivemos negócios muito bem encaminhados e que estão sendo fechados logo na primeira semana, então é como se tivéssemos feito a venda na feira”.

Ulisses Fonseca, diretor da Multipack Plas

“Recebemos no estande da Polimáquinas uma visitação altamente qualificada, formada por tomadores de decisão e pessoal técnico. Muitos negócios foram fechados no próprio pavilhão logo nos primeiros dias”.

Gino Pauluccida Polimáquinas.


“O número de visitação no estande foi bastante significativo desde o primeiro dia. Recebemos clientes de todo o Brasil e de vários países, como Argentina, Peru, Equador, Chile e Bolívia. Conseguimos fortalecer a marca no mercado com a participação da Carnevalli na Plástico Brasil”.

Wilson Carnevalli Filhodiretor Comercial da Carnevalli.


“Visitação acima da média, sem tumulto, de boa qualidade técnica e formada em sua maioria por tomadores de decisão. O retorno do nosso pessoal técnico é que tiveram facilidade no trabalho de instalação das máquinas no estande, graças à estrutura do pavilhão e à rapidez no atendimento às demandas. A feira atendeu 100% nossa expectativa e faço votos para que ela cresça cada vez mais"

Cassio Saltoridiretor Geral da Wittmann Battenfeld do Brasil

O São Paulo Expo colocou a cidade de São Paulo na rota dos principais eventos da América Latina, reforçando a cidade como destino mundial para o turismo de negócios e entretenimento. Com padrão internacional e gestão de um dos maiores grupos de eventos do mundo, o São Paulo Expo reúne todos os elementos para realizar feiras de sucesso.

A localização do pavilhão é estratégica, a 850 metros do metrô Jabaquara e a 10 minutos do aeroporto de Congonhas. Por ficar fora do perímetro de restrição municipal (rodízio) de veículos de passeios e de carga, a localização facilita etapas de montagem e desmontagem dos estandes, e acesso aos visitantes que chegam pela Rodovia dos Imigrantes.

O complexo arquitetônico tem uma moderna infraestrutura capaz de sediar eventos nacionais e internacionais. Possui um edifício garagem para 6.500 vagas e passarela de acesso integrada ao pavilhão e pagamento automatizado.